Festival de Música da Póvoa volta ao mês de julho e promete ser “o maior de sempre”

Depois de uma edição em modo reduzido, devido à situação pandémica, o Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV) regressa este ano na máxima força e a querer superar tudo o que foi feito até aqui. A garantia é do diretor artístico Raúl da Costa (na foto, ao centro-direita):

“O ano passado foi em setembro, excecionalmente, mas vai voltar ao mês de julho. Será a maior edição de sempre, com o maior número de concertos que tivemos até hoje, incluindo alguns que tiveram de ser cancelados em 2020 e que acontecerão agora”, disse-nos o poveiro em entrevista a partir de Paris, onde se encontrava na semana passada em trabalho.

Adiantou ainda que haverá muitos músicos portugueses e também nomes bem conhecidos do público. A parceria com a RTP será para manter.

Notícia completa na edição em papel já nas bancas. Assine o jornal.