Sábado, Setembro 18, 2021
More

    Testagem massiva deverá começar pelas escolas mesmo para quem não teve contacto com infetados

    O governo prepara-se para anunciar um processo de testagem massiva à população que vai abranger 400 mil testes de 14 em 14 dias, segundo declarações à imprensa nacional de Germano de Sousa, responsável por laboratórios de análises clínicas e antigo bastonário da Ordem dos Médicos.

    O processo, já de olhos postos no desconfinamento, deverá começar pelas escolas e estender-se por fábricas, construção civil e outras unidades de trabalho.

    “Serão testes rápidos aleatórios para pessoas com ou sem sintomas”, disse à rádio Observador Germano de Sousa. “Tem como alvo a população em geral, suspeita ou não, e mesmo que não tenha contacto com ninguém infetado”, explicou. “Além de que a testagem a cada pessoa será feita de 14 em 14 dias. Ou seja, vamos repetir os testes à mesma pessoa”.

    Germano de Sousa foi chamado na segunda-feira ao Ministério da Saúde para, juntamente com outros responsáveis de laboratórios nacionais, prepararem este rastreio massivo. O antigo bastonário reconhece que, com estes desenvolvimentos, o desconfinamento deverá estar pensado para começar no final do mês.

    Artigos Relacionados

    Mais/Semanário