“Felizes” mas “cautelosos” no primeiro dia sem mortes desde o início da pandemia

0
540

Pela primeira vez desde 16 de março, Portugal registou no domingo zero óbitos por Covid-19. O secretário de estado da saúde, em conferência de imprensa, mostrou-se orgulhoso mas sem entrar em festejos exagerados.

“É motivo de grande satisfação. Tem sido muito dificil nos últimos tempos, estamos muito felizes que isto tenha acontecido. Olhamos para estes números com humildade e cautela, porque sabemos que a qualquer momento a situação se pode inverter”, transmitiu António Lacerda Sales, deixando uma mensagem de “confiança e cautela”, apelando ao “esforço individual e coletivo” para que este marco se possa repetir.

“Muitos portugueses estão a gozar as suas merecidas férias, o que não se podem esquecer é de não relaxar as regras de etiqueta respiratória, de distanciamento social, que os novos tempos impõem. O nosso sucesso coletivo continua a depender das ações individuais e de cada um”.

Também o número de infetados (106) foi o mais baixo em quase três meses.