Qualidade técnica e carinho ao animal são a base do Hospital Veterinário Ani Mar

1718

O Hospital Veterinário Ani Mar, na Rua Gomes de Amorim, Póvoa de Varzim, alia o conhecimento técnico e os equipamentos mais recentes à exigência de cuidar dos animais com “carinho”. O serviço funciona 24 horas por dia.

No Hospital Veterinário Ani Mar tratam-se cães e gatos, sobretudo, mas também animais exóticos como porquinhos da Índia, coelhos e até chinchilas. Atendidos sempre com o máximo de “carinho e de forma contínua e sustentada”. Para os profissionais do Hospital Veterinário Ani Mar, esse é o grande princípio orientador. Suportados por um equipamento moderno e de vanguarda, os 30 especialistas que ali trabalham não descuram o fator humano e a proximidade com o cliente. “Queremos ser exemplo de competência, claro, mas também de dedicação e carinho”, sublinha o Dr. Miguel Matos, fundador e diretor clínico.

Inagurado há duas décadas, o Hospital Veterinário Ani Mar terminou o ano de 2018 com mais de 6 mil animais atendidos, 15 mil noites de hospitalização e 14 mil exames complementares realizados. Para esses números “impressionantes” também ajudou o facto do hospital funcionar 24 horas por dia, sendo o único da região com médico e enfermeiro veterinários durante a noite.

“Isto só foi possível graças à total entrega desta fantástica equipa. Atualmente temos duas médicas veterinárias em dedicação quase exclusiva aos animais internados, libertando os outros colegas para consultas. Isto permite um acompanhamento próximo a cada animal”, acentuou Miguel Matos.

O diretor clínico transmitiu ainda que o hospital dispõe dos mais recentes meios complementares de diagnóstico. Ainda este ano foi adquirido mais um Rx e um aparelho de ecografia topo de gama, e já em 2018 tinham adquirido uma máquina de anestesia que elevou o hospital “ao nível dos melhores do país”, não tem dúvidas. “E esperamos não ficar por aqui”.

Para além da medicina preventiva (vacinas e desparasitações), este hospital atende cães e gatos envenenados, atropelados, animais em trabalho de parto, com diabetes ou insuficiência cardíaca. E não é tudo: “Temos dois colegas com dedicação a animais exóticos e a resposta tem sido muito interessante, especialmente em coelhos, porquinhos da índia e chinchilas”.

“Bonita história” de 20 anos e planos para o futuro

O Hospital Veterinário Ani Mar começou a dar os primeiros passos há mais de 20 anos. Na altura ainda sem o estatuto de “Hospital” mas sim enquanto clínica.

“Foram tempos difíceis”, recorda o médico veterinário Miguel Matos. “Eu estava sozinho, faltava experiência e as tarefas eram muitas e diversas. Além de consultas e cirurgias, também fazia banhos, tosquias, receção, gestão de encomendas, limpeza, enfim. Mas tudo isso permitiu-me conhecer todas as tarefas envolvidas na prestação de cuidados de saúde animal. Tem sido uma bonita história”.

Hoje em dia, além da tal evolução ao nível do material e dos procedimentos, a equipa “é uma grande família” de três dezenas de pessoas, “cada qual com funções específicas”.

E para o futuro, o que se pode esperar? O fundador do hospital revela: “Queremos continuar a prestar os melhores cuidados, adquirindo equipamentos e criando condições para que animais e donos se sintam confortáveis. A juntar a isso, manteremos a aposta na formação e na retenção dos melhores valores, privilegiando as pessoas oriundas de Póvoa de Varzim e Vila do Conde”.